IoT e a produtividade na cadeia de suprimentos

325268-625x325-2Em países onde o legado de infraestrutura e aplicações de TI não são abundantes, como acontece nos países desenvolvidos, há um cenário extremante favorável para um salto da tecnologia emergente e um avanço na adoção de soluções de Internet das Coisas (IoT).

Os avanços já estão acontecendo em países emergentes, como Africa do Sul: na mineração as empresas estão usando sensores para detectar metano e o movimento de rochas. Oleodutos também foram equipados com sensores para monitorar vazamentos. O setor de varejo está usando tags de identificação por radiofrequência (RFID) para rastrear itens.

As empresas brasileiras podem entender como elas podem se beneficiar destes exemplos e dar um salto na tão necessária produtividade.

Otimização da cadeia de suprimentos

Existem muitas oportunidades disponíveis para as empresas brasileiras usarem tecnologia IoT com intuito de melhorar a eficiência da cadeia de suprimentos. Em muitas indústrias é possível adotar tecnologias IoT para melhorar o rastreamento de ativos, controlar  estoques e eliminar as ineficiências. Carregamentos podem ser rastreados entre o processo de fabricação e o seu transporte, em tempo real, proporcionando entregas precisas e com um serviço melhor ao cliente.

Usando as informações geradas neste processo e a IoT, as empresas podem reabastecer proativamente seus estoques com base em dados físicos exatos e na demanda prevista, mantendo a eficiência sem jamais perder alguma venda devido à mercadorias esgotadas. Sensores podem monitorar produtos ou equipamentos esgotados como também podem prever, alertar e até mesmo agendar serviços e manutenção.

A visibilidade da cadeia de suprimentos deixará de limitar-se a informar quando os itens devem ser enviados ou entregues; ela será expandida para incluir a hora exata de chegada, controle de temperatura e informações de controle de qualidade. Estes dados serão registrados automaticamente no sistema de gestão (ERP), agregando valor significativo ao documentar cada etapa do processo da cadeia de suprimentos. Reforçado por tecnologias avançadas, sensores e dados em grande volumes (Big Data) gerados pela IoT, as empresas se beneficiarão de uma rede de suprimento forte e bem conhecida, capaz de prever, corrigir e prevenir problemas antes que aconteçam, mantendo a cadeia de suprimentos operando com máxima eficiência.

Integração de aplicativos

Magic xpi Diagram_April2015_WEB-2A IoT terá impacto em cada etapa da cadeia de suprimentos. Sistemas de gestão de ciclo de vida do produto (PLM) serão expandidos para incorporar medições de desempenho do produto, sistemas de gestão (ERP) serão capazes de monitorar peças que precisam de reposição e aplicativos de gestão de relacionamento com o cliente (CRM) automaticamente notificarão os clientes sobre a necessidade de substituir a peça antes que uma falha ocorra.

Por meio da integração de todos os sistemas relacionados à cadeia de suprimentos, empresas podem revolucionar a experiência do cliente, dar um salto em produtividade e criar uma vantagem competitiva. Por exemplo, um fabricante de máquinas de lavar, ao equipar seus produtos com sensores IoT, pode criar um cenário em que a máquina detecta automaticamente o acúmulo de calcário antes que ele danifique o motor. A máquina avisa o sistema ERP e este verifica se uma peça de reposição está em estoque. Um técnico, então, agenda uma chamada de serviço com o cliente e faz a substituição antes que a máquina de lavar quebre.

Utilizar IoT em toda a cadeia de suprimentos e integrar os sistemas pode aumentar a eficiência e revolucionar a experiência do cliente. As organizações que aproveitam a tecnologia da Internet das Coisas podem dar um salto importante à frente, aumentar a vantagem sobre a concorrência, como podem, também, tornarem-se líderes de mercado.

Rodney Repullo - CEO da Magic Software Brasil

Rodney Repullo – CEO da Magic Software Brasil

Tags:

Novo Comentário